26 de outubro de 2006

FALAÍ - AMOR

O que é o amor ?
Luís Vaz de Camões, poeta português, nos dá sua resposta, ainda que de uma forma inexplicável e contraditória:

Amor é fogo que arde sem se ver,
É ferida que dói e não se sente,
É um contentamento descontente,
É dor que desatina sem doer.

É um não querer mais que bem querer;
É andar solitário entre a gente;
É nunca contentar-se de contente;
É cuidar que ganha e se perde.

É querer estar preso por vontade;
É servir a quem vence, o vencedor;
É ter com quem nos mata, lealdade.

(...)
-Vejamos então uma definição do amor de Abraham Maslow:

“O amor é uma forma de inter relacionamento pessoal baseado mais em fatores mentais e emocionais do que em pura sexualidade, embora esta lhe seja indispensável e o complemente.

O amor é uma capacidade de transcedência, ou seja, existe quando somos capazes de nos colocar na posição de outrém: é um ato gratuito de oferenda, contrário ao egoísmo, contrário ao sentimento de posse, é a felicidade de poder fazer outra pessoa feliz, o respeito e a consideração pelo outro, o compartilhamento das possíveis desgraças, enfim, uma emoção altamente positiva que contribui para a realização do indivíduo como ser humano.”

- Bem, como já vimos, definir o amor é algo impossível, sem dúvida! E já que o amor é tantas vezes incompreendido, deixado de lado, confuso e ao mesmo tempo “o mais importante” sentimento, decidimos entrevistar alguns jovens sobre esse tema. Fomos às ruas e abordamos as seguintes questões:

- O que é o amor?
- Você acredita no amor?
- “Ficar” está ligado ao amor?
- Existe idade certa para amar?

A partir da nossa entrevista concluímos que:
Embora, às vezes, pareça que os jovens não sabem muito bem o que é o amor, eles foram praticamente unânimes nas respostas.

Para a maioria dos jovens o amor é algo verdadeiro e para a vida inteira, algo eterno, e que é indispensável; mas que muitas vezes esta sendo deixado de lado e pouco cultivado. O amor as vezes é até confundido com loucura, obsessão.

Em relação ao “ficar” a maioria acha que esse tipo de atitude não é amor, ou seja, ficar por ficar com alguém é só curtição, algo sem compromisso. E amor para ser amor exige compromisso e responsabilidade. Desta forma uma pessoa amada seria completa, plena e auto realizada, pois o amor não escraviza, não prende, não destrói. Pelo contrário, o amor é livre, não há idade para vivenciá-lo, desde que seja bem interpretado.

Bom galera, é isso aí. Nós nos esforçamos para criar uma certa reflexão sobre o amor! Pois só iremos dar a devida importância à alguma coisa se refletirmos sobre ela.
Um abraço!!!!!!!!
Turma de Sandovalina
(1º EM, Juliane de Cássia dos Santos e Camila Menezes de Lima, Priscilla Sena, 8ª série)

3 de outubro de 2006

Artigo de Opinião

OPINIÃO

GERAÇÃO CEDUCA


Fui convidado para participar de um projeto de leitura que aconteceu no dia 02 de Setembro em SANTO ANTONIO DO CAIUÁ , no colégio CEDUCA. Nesse projeto, o principal objetivo é o de estimular a leitura e explorar a internet, e mostrar a importância do computador na vida do adolescente, tendo como responsabilidade alimentar um blog.
Estas informações foram obtidas a partir da pesquisa feita no GOOGLE, no site da ABDIM, em parceria com a ECOTECA.
Este projeto, já exibido em outros municípios, fez um grande sucesso. Estamos orgulhosos por estarmos envolvidos nesse projeto maravilhoso que está de parabéns.


Artigo escrito por: Izabel, Paula, Helen, Nathália, Vanessa, Murilo, Caíque.